AVENTURA DE APRENDER

Site da Alefe

FILMES DRAMA / COMÉDIA / MUSICAL

tão forte tão perto

 
Tão forte, tão perto
 
O filme apesar de ser vendido como um pouco de suspense, não o é. Se trata de um drama, e dos bens dramáticos que me tocou demais quando eu assisti, tanto que fiquei praticamente sem palavras: "É melhor ter uma decepção do que não ter nada". Isso foi de cortar meu coração quando ouvi porque é exatamente igual o que eu costumo dizer, que é melhor ter experiências ruins do que não ter nenhuma, porque com luta e sofrimento há vitória, mas acomodação não produz absolutamente nada. Explêndido!

 
Renuncia
 
O filme foi vendido como a história de uma jovem chamada Nanda, que após entrar para a faculdade abandona a Deus e sua fé ao se envolver com drogas, bebidas e luxúria. Isso realmente acontece, mas pelo menos ma minha visão, ela não se afastou de Deus, e sim do propósito que Ele tinha pra sua vida. E isso, eu digo por experiência própria, é mais comum do que se pensa e acontece com quem não vive em santidade, mas também acontece com quem vive a vida aparentemente totalmente correta. A garota do filme se afastou da santidade por influência de amigos na faculdade e consequentemente do propósito, de Deus não porque continuava crendo, orando e buscando.

a-arvore-da-vida_2011

 
A Árvore da vida
 
Assisti esse filme por influência de alguns amigos porque caso contrário acredito que não me interessaria. O filme é meio lento e em alguns momentos até mesmo cansativo. Entretanto, mesmo assim conseguiu me tocar e fazer refletir... Eu fiquei pensando durante muito tempo, fiz diversas pesquisas, li muitas opiniões... E isso me fez pensar ainda mais porque quanto mais estudava mais ideias tinha e acredito que esse tenha sido o objetivo do criador desse filme: Incomodar e refletir. Percebi também que há uma forte inspiração cristã e isso foi o que realmente mais me agradou: Há o caminho da natureza (Não regenerado, homem natural) e o da graça (Salvação em Cristo, nova natureza); quem segue o caminho da graça nunca terá um triste fim. Realmente.... Entretanto, quem segue a natureza nunca experimenta a Graça, mas quem segue a Graça não está livre totalmente da natureza: "Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer esse eu continuo fazendo" Romanos 7.19
 
 
A invenção de Hugo Cabret
 
Apesar de esse filme ter um pouco de suspense para descobrir a relação entre o mal humorado dono de uma loja de brinquedos, um robô com uma fechadura em formato de coração e a chave que a neta dele usa que aparentemente serve no robô, o mistério termina relativamente bem rápido e depois se torna um drama. Quando eu assisti mexeu muito comigo ao mostrar que tentar enterrar o passado que ficou pra tras não é uma boa ideia porque mais cedo ou mais tarde tudo virá a tona e poderá causar mais sofrimento do que os que se tentou evitar. Alem disso, fala que ninguém nasceu por acaso e todos nós temos um propósito a cumprir. 
 
 
Benção e maldição
 
Esse filme é vendido como a versão moderna da história de Davi e Saul, mas eu sinceramente não vi tantas semelhanças. A não ser que Davi tocava harpa e Dwight (personagem principal do filme) é cantor. É claro que o filme também mostra a inveja e a traição, mas a Bíblia está repleta de Histórias assim. Só que mesmo assim eu gostei bastante. Frase marcante: "Lembra do que diz a Bíblia: Que os homens se tornam mais amantes de si mesmos do que de Deus. E isso não significa que eles se afastem da caminhada ou que eles deixem de amar a Deus. Apenas significa que há uma doença obcessiva por auto interesse que afasta o coração do homem do coração de Deus, afasta do Plano divino tudo de uma vez, e isso fere muitas pessoas ao longo do processo" 
 
Ao mestre com carinho
 
Assim como "A cruz e o punhal" é um filme antigo (1967), mas que permanece atual ao mostrar os confitos e a personalidade dos jovens, especialmente os marginalizados pela sociedade. Destaque para a musica tema, que é excelente (tema da novela Carrossel e cantada por vários cantores). Eu já conhecia, gostava, mas não sabia que era desse filme porque nunca tinha ouvido falar dele. 
 

A canção do sul
 
Esse filme é da década de 40, e pelo que pesquisei passava muito na televisão, embora nunca tenha visto. Ao contrário da maioria dos filmes antigos não é devagar, pelo contrário, em alguns pontos dá até para se perder caso não prestarmos muita atenção. Não sei é porque o fime foi proíbido em alguns lugares com acusação de racismo. A mãe do menino não gostava do tio Remus não é porque ele é negro, e sim porque não gostava da histórias que ele contava. Por falar em histórias, eu já havia lido elas em livros paradidáticos no ensino fundamental, mas não sabia que eram do sul dos EUA, eu achava que eram contos populares brasileiros. rsss 
 
 
Uma professora muita maluquinha

Eu já havia lido o livro quando estava no ensino fundamental, mas não lembrava de quase nada e só relembrei quando assisti o filme que é quase igual. A história se passa na década de 40 e mostra o empenho de uma professora em utilizar o construtivismo na educação, método em que a criança constrói o aprendizado a partir do seu conhecimento e das experiências, contrapondo a educação religiosa e altamente tradicional que imperava na época. Por falar em religião, ainda mostra (embora não de forma tão explicita) o quanto é doentia uma religiosidade desprovida de moral e consideração com os outros, que se preocupa mais com as regras do que com as pessoas.
 
Pollyanna
 
Eu também li o livro quando estava no ensino fundamental e não me lembrava muito bem. Lembrava apenas do "jogo do contente" que consiste em achar um motivo pra se alegrar mesmo quando a situação é ruim, uma vez que uma vizinha havia me indicado pra ler por isso.  Entretanto, não lembrava nada do conteúdo evangélico. Alem do famoso "jogo do contente" mostra, assim como em "Uma professora muito maluquinha" os problemas de uma religiosidade sem amor. Frase marcante: "Porcure o mal nas pessoas e achará, procure o bem e também achará". Não é exatamente assim, mas é esse o sentido. 
 
 
Deu a louca na Chapéuzinho 2
 
Logo no começo do site (em 2008) eu fiz uma resenha do primeiro filme que havia assistido em 2006. Esse segue a mesma linha, é bom e interessante, mas não é tão surpreendente e engraçado quanto o primeiro. Entretanto, ainda dá para aprender algumas lições como que nem tudo que acontece a gente precisa fazer algo, as vezes é apenas um teste; que as aparências enganam; e todos merecem uma segunda chance (ou mais) pra mudar.
 
 
 
A condenação
 
Baseado em fatos reais, mostra a luta por anos a fio de uma mulher para salvar o seu irmão da condenação por prisão perpétua por um assassinato que diz não ter cometido, a despeito de todas as provas estarem com ele. Sem recursos na defesa convencional, ela decide se formar na escola (que não tinha terminado) e entrar na faculdade de direito para atuar na defesa do irmão. A medida que a investigação segue, ela vai, aos poucos reunindo as provas de que precisa, acha poucos que a apoiam e muitos que tentarm atrapalhar ou pelo menos desencorajar. A história é interessante, mas o filme não é contado na ordem certa e é preciso muita atenção para não se perder no tempo. kkkk 
 
 

Irmão inimigo

O filme tem mais de 30 anos, mas permanece atual e cativante.
Conta a história de uma turma de adolescentes que foi presa por destruir o teatro de fantoches utilizado pra evangelização, mas como "punição" receberam a incumbência de trabalhar para recontruir o teatro e ao mesmo tempo eles mesmos apresentarem a peça. Mas o que foi idealizado como castigo se tornou a experiência mais gratificante das suas vidas, porque alem de conheceram o amor de Jesus, ainda descobriram o valor da verdadeira amizade e do perdão.

 

O poder da graça

Mac McDonald, há 17 anos atrás, perdeu o seu filho atropelado por um motorista negro irresponsável. Desde então ele começou a cultivar dentro de si uma imensa revolta contra Deus e contra os negros. Por isso, acaba se tornando policial, com o claro objetivo de fazer justiça com as próprias mãos, ao mesmo tempo em que o relacionamento com sua mulher e com seu filho pioram a cada dia. Até que é obrigado a ter como companheiro de rotas, Sam Wright, que alem de negro ainda é pastor. Mac não faz nenhum esforço ao demonstrar seu descontentamento com essa situação, mas Sam fará de tudo para ajudá-lo, ainda que contra sua vontade. Afinal... Como amar alguém que não faz questão alguma de mostrar que te odeia? Esse é o poder da graça, capaz de amar até mesmo aqueles que te detestam.


Um outro encontro

Continuação de "O Encontro perfeito", 10 anos depois. Sarah, filha de Nikkie, agora com 19 anos , briga com sua mãe, porque até então ela havia encarado a religião apenas como mais uma atividade, porém sem parar para pensar em ter uma verdadeira conversão e relacionamento com Jesus. Por isso, Nikkie lhe conta da experiência que teve 10 anos atrás, o que provoca a ira de Sarah, que não consegue acreditar. Então ela resolve sair de casa as pressas como desculpa de ir verificar sua matrícula na escola de artes, uma vez que acredita que nunca seria aprovada, assim servindo apenas como um pretexto para ficar longe da mãe. Entretanto, enquanto está no avião, Jesus aparece pra ela assim como apareceu pra Nikkie, mas sem falar quem é de fato, procurando construir com ela um diálogo baseado na diferença entre a verdadeira conversão e a simples prática de religião, a fim de que ela passe a pensar na própria vida com Deus, o que nunca havia feito anteriormente.


Cartas para Deus

A primeira vez que eu ouvi falar desse filme imaginei que se tratasse da versão cinematográfica de uma apresentação de slides homonima que conheço desde que uso a internet (e provavelmente já circula bem antes disso). Pensei que talvez fossem contar a história de cada criança, sei lá... A gente imagina de tudo...
Mas não... Se trata da história real de um menino de 10 anos com câncer cerebral em estado terminal e que se utliza de cartas para orar, porem o que ele mais fala nelas é sobre sua família, colegas, amigos, e pessoas da comunidade. Um novo carteiro chega a vizinhança e resolve ler essas cartas que mudam não só a vida dele, como de todos os relatados. Apesar de ser um filme bem triste, ainda consegue ser engraçado. Excelente!


As aventuras do pequeno peregrino

O filme é baseado em "O peregrino", só que na versão infantil. É interessante e empolgante, mas na mniha opnião não convence muito, porque não conseguiu se posicionar entre a ficção que ensina uma lição (como a maioria dos filmes evangélicos) e entre a total alegoria (como os originais "o peregrino"). Ele tentou fazer uma mistura, que não deu muito certo segundo o entendimento que tenho.

Ele conta a história de Chris (cristão?) que após fugir de casa vai morar com uma turma de ladrões, até que ao roubar em uma igreja encontra Evangeline (evangelho?) que fala que conheceu o pai dele, que é um pescador chamado Pedro em uma das suas viagens e que ele tem saudade do filho. Então aconselha Crhis e sair pra encontrar com o seu pai na cidade celestial. Que? A partir disso é totalmente idêntico ao "O peregrino" e sai totalmente da ficção pra alegoria. Percebem como não deu certo a tentativa de juntar? A parte que eu mais gostei foi quando eles chegam a cidade de Elecktra controlada por luck, ou portador da luz, que relata perfeitamente o mundo da ilusão e alienação. Como ele mesmo diz: "Dê chocolate, deixe ligado e faça andar". Eu também amei a frase que eles dizem quase no final: "Sua cidade está em ruínas, seu exército destruído e todos os seus escravos já sabem a verdade".


De volta para casa

Randy se dedica demais ao trabalho, e quando surge uma oportunidade para viajar com sua esposa e os filhos, ele acaba se distraindo e deixando Joe, de 2 anos, sozinho, que desaparece minutos depois sem deixar vestígios. Agora será uma corrida contra o tempo que envolverá toda a cidade na busca da criança, ao mesmo tempo em que feridas do passado serão abertas a fim de serem totalmente curadas. Baseado em fatos reais.


E se você tivesse uma segunda chance?

Ben Walker quando era adolscente deixou sua namorada de colégio, Wendy,  e desistiu da carreira pastoral para perseguir uma oprtunidade no mundo dos negócios. 15 anos depois, logo após receber o convite de uma festa em que ela estará dando uma palestra, resolve sair de carro, mas ele quebra no meio do caminho e Mike, que diz ser um anjo o leva para uma "viagem" pra que ele veja o que foi que perdeu ao desistir do plano de Deus pra sua vida para seguir o seu próprio. No início ele detesta a ideia e tenta fugir várias vezes, mas depois começa a ver que antes fez a escolha errada. E agora? Será que ainda há como voltar atrás?

O grande desafio

Mais um filme que tem como pano de fundo as competições esculares estadunidenses, o diferencial desse é que é uma história real acontecida entre os anos 20 e 30 nos tempos da segregação racial, quando uma turma de debatedores negros de uma faculdade pela primeira vez conseguiu competir com a elite de Harvard.
 
A frase que mais gostei foi: "Libertaram nossos corpos e aprisionaram nossas mentes". Não sei se as palavras são exatamente essas porque já tem muito tempo que assisti, mas a ideia está correta, que não adianta ter a liberdade física se a alma e o espírito ainda estão aprisionados e condicionados. Brilhante!


 O apóstolo

Produzido há pouco mais de 10 anos (1997 precisamente), mas se passa no final dos anos 30. Sinceramente não dá pra notar... Só sei disso porque pesquisei, uma vez que toda a trama parece bastante atual.
Trata-se de um pastor que perdeu o controle e matou o amante da sua esposa por acidente, e para não ser preso, fugiu para bem longe e começou a evangelizar na rádio, montando uma igreja pouco tempo depois.
O final não é o que a gente poderia chamar de completamente feliz, mas atende bem a principal premissa do filme: Pregue o Evangelho de todas as formas e em todos os lugares.

 A cruz e o punhal

É impressionante que esse filme já tem mais de 40 anos e ainda parece ser bastante atual. Trata-se da filmagem do livro testemunho de um pastor chamado David Wicklerson, falecido recentemente em um acidente de carro nos EUA.

O tema principal tanto do livro, quanto do filme, é o trabalho que o pastor realiza com uma gangue barra pesada nos anos 60 (imagino isso porque se o filme é exatamente do ano 1970, então os acontecimentos relatados são de antes). Como quase todo o filme antigo, é um pouco cansativo, mas na maioria do tempo emociona e prende a atenção, principalmente no final.


 O poder das águas

Jason é um universitário de direito que vai pra sua cidade natal no interior para relaxar e estudar para os exames finais. Chegando lá reencontra seus amigos e assume a liderança do grupo de jovens, que se encontrava fragmentado e sem propósito. Ele se interessa principalmente por um jovem que é muito solitário e não se entrosa com ninguém. Parece ter a família e a vida perfeita, mas vai descobrir que não é bem assim.

Enredo e mensagem muito parecido com o "Pra salvar uma vida", porem o final não é claro o suficiente e deixa muitas questões em aberto.

 

Língua de trapo

O filme conta a história de um condomínio em que todos falam da vida dos outros sem o menor temor ou pudor, o que causa diversas situações cômicas e trágicas. Muito legal!

 Venha o que vier

Caleb é um jovem universitário de direito que quer se tranferir pra faculdade PHC, que é tida como de extrema direita cristã, mas é a que mais venceu os concursos de debates nos ultimos anos. Sua mãe só concorda de continuar pagando se ele vencer o debate do próximo ano, que o tema é sobre "aborto". Enquanto isso ele começa a gostar de sua colega Raquel, mas a moça é cristã muito fundamentalista e não aceita namorar com ele antes que ele a conquiste definitivamente. E agora? Ele defende a posição que ganharia o debate e agrada a mãe, ou defende o que realmente acredita e a ganha o amor da sua colega?

Vamos aprender,assim como Caleb que a máxima do direito: "Faça o que é certo, venha o que vier" é válida para todas as áreas da vida.

 Clancy - O poder de um coração sincero

Clancy é uma garota de 12 anos que mora com a mãe, que bebe e trata a filha como se fosse uma escrava, até que um dia sai de casa e decide não voltar mais porque senão as autoridades iriam levá-la pra um orfanato. Então conhece Nick, um mendingo e aos poucos começa a se aproximar dele.Enquanto isso um prefeito corrupto que quer ser reeleito a todo custo contrata Nick pra esconder a menina por um tempo e depois reencontrá-la pra que a população pense que a salvou, e usar Nick de bode expiatório. Entretanto, eles precisam fugir de verdade e o plano começa a dar errado.
Muito impactante e emocionante!

 Alem do sol

O filme conta a história de uma jovem universitária cristã que vai fazer um programa de intercâmbio na China, onde evangelizar é proíbido e os cristãos são obrigados a viver as escondidas. É assim que conhece um orfanato cristão secreto e se apega a uma das meninas, manifestando o desejo de adotá-la. Porém o plano não dá certo e ela tem que se conformar em tentar ajudar pra que a garota seja adotada por um casal de amigos de seu professor que idealizou o intercâmbio. Só que mesmo para isso ela vai enfrentar dificuldades tremendas, que mais tarde se revelarão surpresas por todos os lados. Tremendo!


 Jean Charles

O filme é uma reconstrução do assassinato do imigrante Jean Charles de Menezes morto em Londres em 2005 porque foi confundido com um terrorista. Nem preciso dizer que acho isso estranho e suspeito. Mas com relação ao filme, impressiona por não tentar "heroizar" o personagem, mas o mostra como uma pessoa normal, com suas qualidades e defeitos, acertos e erros... Só é meio chato em algumas partes meio lentas, mas nada que não se dê pra aguentar. rsss

 A escolha

Michael é um ator que está prestes a receber o Oscar por seu ultimo filme, entretanto tudo começa a dar errado em sua vida. Ele se desentende com o diretor no trabalho por se recusar a fazer uma cena que vai contra os princípios cristãos, a esposa quer o divórcio a qualquer custo e a irmã, sua melhor amiga e confidente está doente. Para piorar a situação, ainda é acusado de adultero por ter sido fragrado por paparazzis com uma colega de trabalho e de pedófilo porque estava cuidando do filho de uma discípula da sua irmã. Como diz, o subtítulo do filme "A fé cresce quando provada". Tremendo! Embora deixe alguns furos no final, que é muito corrido.

 As Histórias de Jonathan Sperry

Dustin, um garoto de 12 anos, arruma um emprego temporário de férias pra cortar grama na casa do senhor Jonathan Sperry durante o verão de 1970, porem começam a desenvolver uma amizade muito sólida que se estende até aos seus outros 2 amigos. Essa relação promete mudar as vidas de todos, inclusive de Nick, um jovem rebelde que aterroriza todas as crianças do bairro.
O que mais me surpreendeu no filme foi o uso de verossimilhança, já que até tenta trazer para os dias de hoje para mostrar que escolhas mesmo feitas na infência e na adolescência podem definir todo o nosso destino e influenciar os que estão ao nosso redor.

 Para salvar uma vida

Jake e Roger eram os melhores amigos na infância, porem a chegada da adolescência os afastou porque enquanto Jake era super descolado e popular, Roger era tímido e não se entrosava com facilidade. Até que Roger decide se matar e Jake passa a se sentir culpado e a questionar se poderia ter feito algo. A partir dessa pergunta um mundo novo se abre pra ele, que vai entrar e transformar o grupo de jovens da igreja, que não passava de um clube social onde ninguém se importava uns com os outros e em fazer a diferença. Assim ele conhece um outro jovem, que assim como Roger é desprezado e humilhado, mas se depender de Jake essa história terá um novo destino.

Filme muito emocionante, me tocou profundamente a pensar que sempre podemos fazer mais e tudo o que fazemos, seja de bom ou ruim, trás impacto pro nosso futuro e para a vida dos outros. Como diz a musica: "Eu te desafio a se mexer, bem vindo a resistência"

 Flor de Lis

Não sei qual é a intenção da Globo ao fazer um filme evangélico, talvez reconquistar um pouco a parcela da população que perdeu ao abusar de ocultismo e ateísmo explicito nas suas programações.
Em todo o caso isso não importa, o filme é bom, e a história impactante, de uma jovem que começou a cuidar sozinha das crianças da favela e mais tarde montou um orfanato.
Esperamos que os atores tenham sido tocados a pelo menos refletir no papel que fizeram e não tratar apenas como mais um filme, mas que tenha sido o início de uma transformação, que pra alguns é mais lenta e pra outros mais rápida. Como diz as Escrituras: A Palavra do Senhor nunca volta vazia.

 Amigos para sempre

Jim é um advogado aposentado que acabou de perder a esposa, mas reencontra a alegria de viver ao cuidar de um casal de lobos filhotes de uma loba falecida que a esposa alimentava. Mal sabe ele que essa simples decisão vai mudar  a sua vida e a de todos os habitantes da cidade onde mora.
São tantas revelações, conexões e reviravoltas que nem eu consegui entender direito. Acho que teria que assistir umas 3 vezes. rsss

 O Encontro perfeito

Nikki é uma advogada agnóstica, ou seja, que acha que crer ou não crer em Deus não faz nenhuma diferença, até que recebe um convite pra um jantar com Jesus Cristo no mesmo lugar onde queria jantar com seu marido, mas ele não quis por causa de um compromisso de trabalho. No início ela acha que é uma brincadeira, mas vai assim mesmo pra tentar desmascarar. Ao longo do tempo, entretanto, percebe que quem a convidou sabe mais da sua vida e sua família do que ela mesma e consegue responder a todos os questionamentos. E agora? 

 A ilha da imaginação

A primeira vista parece um filme extremamente infantil e fantasioso, mas as aparências enganam. Ele fala muito mais de fuga dos problemas do que de imaginação em si.
Trata-se da história de um cientista e sua filha que vivem em uma ilha isolada de um lado. Do outro lado, uma mulher escritora de livros de ficção de um grande aventureiro, mas que nunca sai de casa. Enquanto o pai da menina viaja e não volta, a escritora manda um e-mail pra que ele lhe ajudasse em um aspecto teórico do seu novo livro. Mas quem recebe o e-mail é a menina e achando que está a falar com seu herói resolve pedir ajuda. Mesmo temendo sair de casa, a escritora aceita tentar ajudar e pela primeira vez viver uma aventura real.
A parte que mais chamou a atenção é a escritora conversando com o personagem, em que ele diz que ela deve ser "protagonista da própria avenuta", ao que ela rebate e diz assim: "Espera, isso fui eu que escrevi"'. E ele: "Sim, mas você não vive". Tremendo!

 

O pastor

Cristãos sempre fazem tudo certo e não cometem erros graves. Correto? Errado! E esse filme mostra muito bem isso.
Um pastor conceituado de uma comunidade após se descontrolar mata um homem e vai preso por 15 anos. Depois de sair da cadeia resolve retomar a congregação que deixou, o que conta com o apoio de alguns e o desprezo de muitos. Entretanto, ele não está muito preocupado com quantidade e sim com qualidade, por isso se envolve de corpo e alma pra ajudar um jovem traficante, o que desperta a ira dos outros traficantes e viciados do local.
Alem das lições de superação, serviço, evangelização e perseverança em meio as dificuldades, o filme fala de um tema muito importante para a Igreja hoje, que não adianta ter uma mega congregação se o pastor de lá não conhece e se importa com as pessoas, porque nesse caso deixa de ser um pastor pra ser um empresário.

 Motivo de alegria

Esse filme fez eu chorar durante mais de 1 hora seguida. É impressionante a semelhança entre a história dele e o que aconteceu na minha família há algum tempo atrás, só que eu não havia conseguido chorar antes porque precisava tentar ajudar os que precisavam de mim ao invés de ser ajudada, então o filme serviu como uma espécie de desabafo por tudo o que estava engasgado há alguns meses. Tremendo! Impressionante!

 Milagre na rua central

Um médico com uma carreira promissora perde a esposa de forma trágica e se entrega ao alcoolismo, o que compromete sua vida pessoal e trabalho. Depois de um daqueles porre, acaba indo parar numa tal de rua central, auxiliado por um mendigo mais bêbado que ele. A partir daí conhece uma missão que trabalha no local e ajuda os sem teto. Paradoxalmente, o mendigo, uma enfermeira, o idealizador da missão, uma criança abandonada e um viciado em drogas o ajudarão a encontrar um sentido para sua vida quando começam a se envolver com os problemas um dos outros.

 Prova de fogo

Excelente, apesar de longo não é cansativo. Fala sobre uma menina de 11 anos que ninguém acreditava nela, nem ela mesma, até que tem a oportunidade de participar de um concurso de soletração. Isso faz ela perceber que as palavras e principalmente as atitudes tem poder de transformar pessoas e situações. Todo o filme é uma sequencia de lições de amizade, companheirismo, solidariedade e superação, misturados com um pouco de humor.
A frase que mais me marcou: "Sabe aquele sentimento de que tudo está certo, de que você não precisa se preocupar com o amannhã nem com o ontem, mas você se sente seguro e sabe que está fazendo o melhor que pode? Há uma palavra pra esse sentimento. Ela se chama AMOR" 

 Milagre na cabana

É a história de 2 irmãs, Wanda e Sarah, que perderam a mãe recentemente e descobrem que a casa de campo que ela possuía não consta no testamento. Quando vão investigar descobrem que há uma mulher chamada Lily morando lá e que diz que a casa é dela porque foi sua amiga que a deu. Isso acaba divindindo a família porque Wanda quer que Lily continue com a casa, mas Sarah quer vendê-la desesperadamente, e a sua filha, Gina ainda faz amizada com essa idosa porque ela diz que a garota lembra a figura da amiga que deu a casa para ela morar há mais de meio século. O que estará acontecendo? Isso é só o começo pra uma série de revelações e acontecimentos que atingiram 3 gerações de mulheres.

 O pé de cana

O filme fala sobre um pai de família que começa a beber descontroladamente, perde o emprego, os amigos, a dignidade e chega até a morar no meio da rua, mas mesmo assim não perde o apio da família que mesmo diante de tudo o que faz ainda tenta ajudá-lo.
Achei muito interessante, mas acredito que poucos casos chegam a esse extremo, alem disso, o filme não tem censura e mostra inclusive uma cena de estupro. Se a intenção era chocar... conseguiu.

 A diretoria

É uma metáfora sobre como reage as 6 partes de uma pessoa ao ser exposta ao plano da salvação. A mente acredita, a memória lembra dos pecados cometidos, a emoção sente remorso, a vontade quer, a consciência acusa, mas apenas o Coração pode tomar a decisão definitiva porque precisa ceder o seu lugar pra Jesus Cristo.

 Eu e você, nós para sempre

Mais um filme de romance, que me agradou muito mais pelas lições de vida, do que pelo romance em si, que sequer existe nesse em particular. A história gira em torno de Dave, que foi abandonado pela mulher com 2 filhas adolescentes. Então ele começa a questionar a Deus e ao mesmo tempo deseja encontrar com a namorada do tempo de colégio, com quem terminou há 30 anos atrás. O filme fala mais das escolhas erradas e precipitadas que fazemos, do que do romance em si.
Dizem que é baseada em fatos reais e gostaria de saber o que conteceu porque o filme acaba na melhor parte.

 A Filha do pastor

Como diz na própria capa, trata-se da versão moderna do "Filho pródigo", ou melhor, da "filha pródiga".
Tudo acontece porque Angie, a filha do pastor se cansa da educação repressora que tem em casa e resolve seguir um grupo de teatro gospel (gospel, mas não cristão, se é que me entendem). Ela se envolve com um dos diretores do espetáculo que lhe promete o mundo, mas não demora a perceber que tudo foi uma grande armadilha, entretanto se envolve cada vez mais e não consegue encontrar uma saída para a situação. O interessante é que a história da peça que ela participa é idêntica a sua vida.
Gostei bastante do filme por mostrar que nem tudo que é gospel pdoe ser considerado cristão, mas não gostei do final porque não explica o que realmente aconteceu. Se o que foi mostrado era a verdade, e não mais uma armação, a protagonista deveria como cristã, ter uma atitude diferente da que teve. 

 Uma canção na noite

Esse é um filme muito antigo, da década de 70, mas retrata uma realidade cada vez mais presente no nosso dia a dia: O vício de drogas e a constante guerra do tráfico.
Tudo acontece quando os traficantes decidem "contratar" o irmão de uma viciada para fazer o serviço a fim de continuar lhe fornecendo drogas,  o que os traficantes não imaginavam é que alem de recusar o "serviço" ele fosse buscar ajuda para tirar sua irmã do vício. Então para não perderem o "negócio" eles serão capazes de tudo.
O filme é uma excelente lição de amizade, testemunho cristão e mostra que nós nunca devemos fugir das responsabilidades que Deus nos coloca.

 Querido john

É difícil fazer um comentário para esse filme que não se transforme em spolier. O que eu posso dizer é que apesar de não gostar desses romances enlatados de Hollywood esse me agradou, não pelo romance em si, mas pelas lições de vida. O filme me fez lembrar inclusive de uma das máximas do pastor Léo do curso de líderes: "Amor é doação de si mesmo em favor do outro", essa acredito que é uma das principais lições que fica do filme, mesmo que não seja para os protagonistas, uma vez que pra eles é totalmente aberto e não nos esclarecem o que acontecerá.

 Deu a louca na Cinderela

Dos mesmos produtores de “Deu a louca na Chapeuzinho” e com a mesma intenção, fazer uma leitura mais atual e engraçada dos contos infantis. Para rir eu prefiro o outro, mas em termos de moral sou muito mais esse porque mostra que os vilões podem ser heróis caso se arrependam e também que o final feliz nem sempre é o que está convencionado, mas o que nós podemos construir através das nossas escolhas e sentimentos.

 Prisioneiros da magia

Diz que o filme é baseado em um livro, que nunca ouvi falar dele, mas gostei bastante do que vi, apesar de ser lento e cansativo em alguns momentos. Fala sobre a enganação do poder que o ocultismo oferece porque tira a liberdade e a vontade do indivíduo. Por outro lado deixa claro como a força do amor pode mudar uma realidade cruel e como podemos usar isso para ajudar nossos companheiros que se meteram na mesma furada. Faltou apenas falar do amor de Deus explicitamente, mas de forma implícita eu consegui perceber.

 As estrelas me mostram você

Tem muito tempo que estava procurando esse filme, o primeiro longa brasileiro produzido por uma igreja cristã. Confesso que não sou de chorar muito em filmes, mas esse foi impossível segurar.

Tudo começa com uma típica paquera entre adolescentes de mundos completamente diferentes. Vítor, um jovem cristão humilde e Julia, uma patricinha rica que só quer curtir a vida. É cheio de reviravoltas o tempo todo e de repente o foco muda de um namoro de adolescente para as conseqüências no futuro de nossas ações impensadas do presente. Brilhante! E sem trocadilhos...

 Aline Barros e CIA 2

Continuação do Aline Barros e CIA. Depois da bem sucedida missão no quarto do Samuel a agente Aline volta para o quartel general da CCAC (Central de Comando Aline e CIA) para investigar as panes elétricas que estão ocorrendo. Os suspeitos principais são os agentes da Organização Comando lixão comandados pela senhora Dona Mentirinha e o Senhor Cara de Rato. Tudo com bastante bom humor e musicas agitadas que não deixam ninguém ficar parado.

 A menina e o porquinho

Tem pouco tempo que assisti o filme, mas já assisto isso em desenho desde quando era criança e não muda nada. É muito interessante. Mostra a passagem da infância para a adolescência e de como que uma amizade sincera pode mudar a história de uma cidade inteira.

 Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço

É difícil fazer uma sinopse desse filme porque ele não tem uma história, apenas vários personagens que não lembro o nome deles. Nunca tinha visto um filme assim, não é engraçado pra fazer rir nem triste pra fazer chorar. A palavra que mais o resume é “INDIGNAÇÃO”.

Ele fala sobre cristãos que só são “convertidos” dentro da igreja e fazem tudo quanto é absurdo do lado de fora. Não são frios, nem quentes, apenas mornos. Na Bíblia fala que a esses Deus vai vomitar, e foi exatamente isso que tive vontade de fazer durante esse filme.

 O presente

Esse filme deixa claro que os sentimentos e relacionamentos são o fundamental na vida e não o dinheiro. Apesar de ser um pouco triste não é um melodrama irritante. Apesar de serem 12 presentes não há 12 tarefas. No final explica direitinho..

Estrada para Redenção

Amanda Tucker é secretária de Sully Santoro, um mafioso profissional. Ela e o namorado Alan resolvem dar uma de espertos e passam a perna no chefe roubando uma boa grana. Pra tentar salvar sua vida, Amanda vai atrás do avô Nathan para pedir dinheiro pra devolver pro chefe, ele promete ajudar, contanto que ela o leve pra pescar em uma cidade interiorana chamada “Redenção”. Enquanto isso, Alan, namorado de Amanda, alia-se aos capangas de Sully para capturar Amanda e tentar se dar bem. Pronto! Aí começa uma perseguição implacável pelas estradas dos EUA. Prepare-se para descobrir que essa será uma viagem pra Redenção em todos os sentidos.

 Alice school pop star?

A primeira vista parece uma versão mais infantil de “High school musical”, mas não é. Na verdade o filme fala muito mais sobre as dificuldades de amadurecimento pelas quais passam as meninas na pré adolescência do que musica na escola propriamente dito.

um faz de conta que acontece

 Um faz de conta que acontece

Apesar de que na sinopse fala que tudo que é contado nas histórias de faz de conta acontece de verdade, não é exatamente da mesma forma, mas de um jeito real e que realmente poderia acontecer, se é que me entendem. Porque se fosse exatamente da mesma forma ficaria um negócio tão absurdo que dificilmente me agradaria. Entretanto, ele foge um pouco do “final feliz clichê” e também contou mais pontos nisso.
Sei que é difícil explicar (como o “click” do mesmo ator), só assistindo mesmo. rsss

kit uma garota especial

 Kit – Uma garota especial

O filme tem muito suspense e daqueles que conseguem surpreender e assustar, mas coloquei nessa seção porque o tema principal dele é o drama de uma família de classe média no período após a grande depressão de 1929 (ele se passe em 1934). Mostra como eles descobriram novas (e até divertidas) formas de sobreviver em meio à crise.

Gostei muito da frase: A depressão nos fez lutar, mas nos tornou mais fortes”

charlie e eu

Charlie e eu

Muito emocionante, e como fala a sinopse, realmente toca bem fundo no coração. Tinha tudo para ser bem triste e melodramático, mas não é. Tem algumas partes que conseguimos até rir. O final é totalmente previsível, mas mesmo assim consegue surpreender porque deixa algumas partes no ar pra gente pensar: “Será que vai acontecer assim?” “Ou não?”

os reis da galera

 Os reis da galera

O filme é muito interessante e imprevisível porque a sinopse dá a entender algumas coisas que não são verdade. Entretanto, o slogan da capa: “Nessa escola vale quase tudo para ser o mais popular” condiz realmente com o enredo do filme.

o-peregrino

 O Peregrino

Esse eu já conhecia de muito tempo, porque tem uma versão que foi feita na década de 70, mas queria esperar assistir o de 2008 porque acreditava ser melhor e realmente é.

Trata-se de uma alegoria para a vida cristã. O Sistema do mundo é chamado de Cidade da destruição, o cristão é chamado de peregrino e várias situações ou sentimentos são representados por pessoas, tais como: Formalista, hipocrisia, sábio segundo o mundo, Fiel, Vã esperança, etc.

Enfim… Não tem muito que comentar, só assistindo mesmo. Rsss

os-demonios-do-templo

 Os demônios do templo

Esse é um filme com uma história muito boa, apesar de ser antigo e não ter muita qualidade. Não sei escrever o nome dos personagens, mas vou tentar contar de forma genérica.

Alguns demônios foram recrutados para um “serviço” numa igreja de uma cidade pequena porque um novo pastor chegou na cidade. Lá está tendo grandes problemas porque o dono da fábrica que emprega quase todos reduziu o numero de horas de trabalho e obrigou todos a trabalharem no fim de semana o que estava atrapalhando as reuniões das igrejas do local. Só que quando os pastores se reuniam para debater o problema só gerava discussão de doutrinas e os demônios continuavam fazendo o seu “trabalho”. Até que o jovem pastor recém chegado resolve tratar direto com o dono da fábrica, ateu convicto.
Dessa forma, ele espera que suas orações e o genuíno amor cristão possam quebrar o coração desse homem, que mesmo se dizendo ateu, parece conhecer da Bíblia. O que será que está acontecendo?

com-quem-voce-vai

 Com quem você vai?

Sérgio e Rina D’Avila tem 5 filhos, são ricos, mas não se entendem, brigam o tempo todo e estão a beira do divórcio. Brenton, o menino mais novo, não suportando mais tanta confusão em casa pede que Deus dê uma solução. A partir daí várias coisas começam a acontecer:
Primeiramente a irmã de Rina lhe faz uma visita. Ela havia se convertido recentemente e conversa com Rina, que faz o mesmo. Ela começa a levar os filhos em uma igreja, mas a situação só piora porque seu marido quer se divorciar a todo custo e ainda chantageia os filhos, para colocá-los contra a mãe.
Mas várias coisas continuam acontecendo: sonhos, doenças, uma visita inesperada de um missionário oriental, etc para que Sérgio finalmente aceite a Jesus.
É mesmo impressionante o poder da oração, né? E o mais interessante disso tudo é que essa é uma história real.

image0071

 O jogo do poder

O filme conta a história de uma advogada chamada Robbie que não aceita perder nenhum caso e precisa vender um time fracassado de Hóquei pelo maior preço possível. Então ela decide tentar recontratar Coddy Harris, ex-jogador do time e que como ela, não media esforços para vencer, inclusive machucar os adversários.
Mas isso já faz parte do passado, porque agora ele é um cristão e depois de muita insistência de Robbie até aceita voltar para o time, mas usando apenas o seu talento e não a violência, mesmo que isso signifique perder o jogo.
Agora, ela que sempre ganhou todas as causas começa a enfrentar uma grande luta interior para manter o controle. 

image005

 Meninas malvadas

Tem um ditado que diz que não podemos julgar um livro pela capa, isso vale também para filmes. Apesar de a capa do que eu aluguei não ser essa. Rssss

Pois é, aparentemente parece ser um filme sobre uma mocinha ingênua com um bando de malvadas no seu pé.

Mas a realidade é outra porque ela não é tão ingênua e inocente assim, acabou aprontando muito também. E o filme tem um ótimo conteúdo moral, não é daqueles onde o mal é exaltado como muitos que vemos por aí, se bem que eu prefiro nem ver.   

image018

Ela e os caras

Esse foi um dos que assisti durante a minha quarentena (quase 3 semanas).

Muito legal mesmo, me identifiquei um pouco com a personagem porque ela também não quer se parecer com ninguém, só ser ela mesma e acaba despertando os outros estudantes da escola a fazer o mesmo. 

image017

 Resistindo às tentações

Esse é outro filme cristão que foi lançado por uma produtora secular e fez sucesso aqui no Brasil.

Apesar de ser uma comédia faz a gente refletir que muitas vezes acaba-se dando mais importância às doutrinas do que em amar as pessoas, o que acaba afastando-as, porque muitos dos perdidos são assim porque não encontram ninguém que os compreenda. Mostra também que algumas vezes aqueles que parecem ser os mais zelosos dentro da igreja, são também os que possuem menos amor no coração e podem até atrapalhar a evangelização das pessoas no mundo causando intriga e contenda. Esse é o caso de uma das personagens do filme, mas infelizmente é realidade em alguns lugares.

As músicas são maravilhosas e felizmente vêm com legendas.  

image012

 Deuses do asfalto

Essa é a versão cristã da série “velozes e furiosos”.
Ben Destin é considerado o maioral no mundo dos rachas ilegais de carros, mas após sofrer um grave acidente, o melhor amigo de seu pai (já falecido há muito tempo e o inspirador pela paixão dos carros) fala a ele sobre o novo nascimento e ele aceita a Jesus.
Depois de uma rápida recuperação, quer evangelizar a todos os seus amigos, mas por ser ilegal e perigoso decide abandonar de uma vez por todas os rachas.
Enquanto isso, sua mãe, que é uma cristã de verdade está muito feliz com ele, mas seu irmão começa a desprezá-lo. Nesse meio tempo a amiga dele, tida como uma irmã, descobre que está grávida.
Os amigos de Bem dizem que aceitam serem evangelizados se ele participar de um novo racha e ganhar, mas é claro que isso é uma armadilha.
Acho que esse é o melhor filme para evangelização de jovens que já vi e é muito emocionante também. 

image025

A virada

É da mesma igreja que produziu “Desafiando gigantes”, apesar de ter sido feito antes chegou depois aqui no Brasil, mas também teve uma ótima repercussão.

O foco central desse filme é a honestidade em todas as áreas da vida e para aqueles que confiam em Deus e o honram com sua forma de viver, não importa de que maneira, mas a vitória sempre vem.   

image021

 Meu melhor amigo

Dizem que uma amizade pode transformar a vida de muitas pessoas, mesmo que seja de uma criança com um animal e esse filme mostra isso muito bem.
Opal é uma garotinha, filha de um pastor, muito solitária e que não consegue fazer amigos no lugar onde mora, um dia ao ir no mercado acha um cachorro e lhe dá o nome de Win Dixie, o nome do lugar onde o achou.
Ela enfrenta resistência do pai que não aceita o cão, mas essa amizade vai mexer com a vida de todos os moradores da pequena cidade e o pai acaba se conformando, abrindo a porta para verdadeiros milagres. 

image011

 A segunda chance

Esse é o primeiro filme que o cantor Michael W Smith atuou e apesar de ser cristão teve uma ótima repercussão no Brasil. É muito interessante que agora as produtoras seculares estão dando a devida atenção às produções cristãs, ainda há muito a melhorar, mas de um ano pra cá (2007 – 2008) muita coisa mudou.
Ele faz a gente refletir sobre o que realmente importa no ministério porque 2 pastores que professam a mesma fé, mas trabalham de formas diferentes precisam aprender a trabalharem juntos a despeito dos conflitos. E que conflitos. rssss
Um é pastor suplente de uma igreja freqüentada pela alta sociedade, que mais parece uma produtora; o outro pastoreia uma igreja pequena em uma comunidade carente que sofre com a violência urbana.
Eu só não entendi o final, parece que o diretor queria que a gente ficasse imaginando o que vai acontecer.  

image004

 Aline Barros e cia

Samuel gosta de brincar com muitas coisas ao mesmo tempo, por isso seu quarto está uma bagunça.
Sua mãe o proibiu de sair do quarto até que ele arrume tudo. Enquanto olha para toda aquela bagunça, ele escuta alguém chamar. De tanto procurar acaba encontrando um CD musical e a cantora pede para sair de lá.
Samuel a ajuda e ela começa a ensinar para ele através de canções animadas que através da imaginação e da música arrumar, estudar e comer pode ser divertido, que existe hora para tudo, que Deus não se importa com a aparência, mas que todos foram predestinados para servirem a Ele do jeito que são, bastando para isso um coração sincero e ter a vida alinhada com o propósito de d’Ele para nós. 

image0021

 Desafiando gigantes

Esse filme, apesar de ter sido produzido por uma igreja nos EUA teve uma grande repercussão e foi lançado no Brasil por uma produtora secular.
O grande problema é que foi classificado como PG (Menores de 18 só podem assistir acompanhados dos pais) nos EUA por ser cristão demais, o que poderia influenciar os menores de idade. Só faltava essa…
Só podia ter vindo de um país que se diz cristão, mas proibiu a leitura da Bíblia e a oração nas escolas, entretanto a bruxaria é currículo e os livros da série Harry Potter são considerados para didáticos.
Eu gostei muito do filme porque mostra que quando Deus está no controle não existem impossíveis e qual deve ser a nossa real motivação para tudo que fazemos na vida.
Me identifiquei demais com uma frase dita pela professora quando um dos alunos fica de castigo por brincar durante a aula:
“Eu vou levar as suas brincadeiras na brincadeira quando você levar os estudos a sério”
É porque eu brinco muito durante as aulas e todos os professores amam, levando isso em conta deve ser porque eu tento estudar pra valer. Rssss

18018

 Em seus braços

O filme conta a história do desaparecimento de Jennifer, uma garotinha de 7 anos.
Um dia depois da sua festa de aniversário sua mãe a levou pra comprar o vestido da apresentação de ballet, mas ela desapareceu misteriosamente enquanto ia para o provador.
A polícia começa a investigar e se depara com várias pistas falsas e um imenso quebra cabeça cujas peças não se encaixam.
Vou parar por aqui senão vai acabar com a surpresa.

Gostei bastante do filme, apesar de achar que o suspense poderia ser mais bem desenvolvido, só não posso falar o porquê.
Esse foi o único filme cristão que a minha mãe gostou.

17460

 Menores desacompanhados

Uma nevasca impede os passageiros de embarcarem na véspera de natal. Um grupo de adolescentes (todos viajariam sozinhos) se junta e sai da área para menores desacompanhados causando a maior confusão e irritando os funcionários do aeroporto.
Como a viagem será impossível eles resolvem fazer a própria comemoração de natal, mas para isso precisarão superar as diferenças.
O filme é muito simples e engraçado, mas isso é que comove.

17453
 
Ponte para Terabítia

Esse não é um filme de fantasia infantil, não se iluda com essa história de “mesmos criadores de as crônicas de Nárnia”, as únicas coisas em comum são a produtora que fez os efeitos especiais (que foram muito pouco usados) e o fato de a personagem principal citar a série de livros, só isso.
No mais, esse é um filme de drama sobre as dificuldades de amadurecer.
Acho que só não chorei porque assisti no cinema e não havia ninguém chorando, então me segurei, mas vou alugar para assistir de novo e desabafar. Fez eu lembrar muito da minha pré-adolescência e me chocou, pois estava esperando ver um filme de fantasia.

 
17377

Click

Quando vi o cartaz desse filme no cinema nem me interessei em assistir porque achei que era mais uma comédia besteirol. Só que um dia estava precisando de filmes  e peguei ele emprestado.
Como as aparências enganam…
A história te envolve desde o início e acontece cada coisa que você duvida, fica pensando, não entende e ainda tem um final surpreendente.
Também, quase passei mal de tanto chorar, acho que só perde para os CD´s:
“Felizbeto no Jardim da Getsêmani”
“Bruna Karla – Alegria real”
É um daqueles filmes que faz você pensar no que realmente tem valor na vida, coisa que eu deveria ter feito ao ouvir esses CD´s, ao invés de só chorar.
Mas eu fiquei triste pelo personagem, depois ri, depois fiquei com medo, depois fiquei surpresa, depois sem entender, impossível descrever com palavras.
Só vendo…

 
17357
 
Quem é Jesus?

Nena está navegando na internet e ao abrir um site chamado “Crianças diante do trono” é sugada para dentro do computador.
Lá ela conhece Ana Paula e os brinquedos falantes: Bia, Ed, Tunico, Bolota e Vareta.
Juntos, contam para Nena como o pecado entrou no mundo e a fascinante História de como Jesus Cristo morreu pelos pecados da humanidade e depois ressuscitou.
Como é no mundo virtual, eles podem fazer tudo: ir para o passado, voar, subir em árvores altas, etc.

Pode preparar o lenço para chorar.

17375

Vamos compartilhar

Continuação de “Quem é Jesus?” ·Sem deixar claro, se no mundo real ou virtual, Nena reencontra Ana Paula e conhece outras crianças.
A mensagem central do filme é que as boas notícias devem ser compartilhadas, a saber, o Evangelho de Jesus Cristo, o único que tem poder de salvar, curar e libertar.
O filme se desenrola por diversos diálogos e situações, mas o lugar central é o laboratório onde estudam sobre o sal e pegam um foguete espacial, para literalmente viajar com ele.

Esse filme é tão bom que eu já usei até para fazer trabalho de química na escola (terceiro ano – 2008).

17325
 
A corrente do bem

Esse é o filme mais dramático que eu já assisti, tive que fazer muita força pra não chorar, porque estava na escola, todos já me “zuavam” e não queria dar mais um motivo.
Eugene, um professor de estudos sociais propõe a seus alunos um trabalho,  onde cada um executaria uma idéia que possa melhorar o mundo.
Trevor resolve fazer a “corrente do bem”, ele ajudaria 3 pessoas, essas 3 pessoas mais 3 e aquelas 3, mais 3, assim por diante.
O que ele jamais imaginaria é que isso se multiplicasse tanto, a ponto de mudar a vida do professor, da mãe e de vários desconhecidos.
Quando a gente acha que está tudo bem, acontece uma surpresa.
Ganha de “Teoria de Tudo” em nível de drama porque esse te pega de surpresa e aquele é mais previsível.

 
17322
Teoria de tudo

Doug Holloway é um pai de família com sérios problemas financeiros e matrimoniais. Sua mulher, Abby não se conforma dele ter deixado um emprego estável para abrir uma escola para pilotos, uma vez que isso trouxe dificuldades financeiras.
O Dr Eugene Holland é um cientista maluco que fica trancado em casa o dia inteiro tentando provar a “Teoria de Tudo”, que poderia unificar todas as leis da física. Seus vizinhos resolvem chamar o governo para cuidar da situação.
Doug é filho biológico de Eugene, entregue para adoção. Ele também tem uma outra filha chamada Delilah.
O governo resolve convocá-los para cuidar do pai, que precisa ser interditado.
Nenhum deles está interessado em Eugene, somente no seu dinheiro.
Entretanto, Doug muda de idéia com relação ao pai quando resolve visitá-lo e entende que a ambição de Eugene teve origem em dramas do passado, porque ele não conseguiu entender porque sua mulher morreu e começou a tentar provar a existência de 12 dimensões.
Doug pede ajuda para a mulher, que sugere aproximar Eugene da família, a idéia dá super certo, mas a felicidade dura muito pouco.
À partir daí é uma sucessão de dramas: doença, internação, desamor, etc.
Mas ainda haverá tempo para descobrir que eles tem problemas distintos, mas uma mesma solução.

Gostei bastante do filme, entretanto é muito dramático.  A primeira coisa que eu fiz quando terminei de assistir foi dançar as músicas das festas rave.
Ah e parece que o Dr Eugene fala grego, eu não entendi nada da tal teoria:
A única vez que eu tinha ouvido falar de “cordas” sem ser como sinônimo de cordão foi na música “cordas de amor”.
A história das dimensões então nem se fala…
Entretanto, tenho um amigo que disse existirem de fato as tais doze dimensões, então por curiosidade resolvi contar no quadro que mostra isso, e… realmente ele entende mesmo! (é o mesmo quadro que aparece na página inicial desse site).
Abra a cabeça e considere as possibilidades!

 
17302

Deu a louca na chapéuzinho

É a versão de suspense moderna do conto da Chapéuzinho Vermelho.
Um livro de receitas é roubado na floresta e o inspetor Nick Pirueta é chamado para investigar.
Os suspeitos são: Chapeuzinho Vermelho, Lobo, Vovó e lenhador. Eles são trancados na casa da vovó para cada um contar sua versão dos fatos. O problema é que as histórias são completamente confusas.
Siga as pistas:
A Chapeuzinho não é tão inocente.
O Lobo mau não é tão mau
A vovozinha ninguém engana
O lenhador é burro como uma porta.
A verdade está onde menos se imagina.

17301
 
Adeus Lênin

Na Alemanha Oriental, pouco antes da queda do muro de Berlin em 1989, a Sra. Kerner passa mal e entra em coma, perdendo toda a mudança do socialismo para o capitalismo.
Ela acorda em 1990 e seu filho Alexander, temendo por sua saúde passa a fingir que tudo está como antes.

O filme é muito engraçado porque essa idéia dele tinha tudo para dar errado, é óbvio que ele não conseguiu sustentar essa farsa por muito tempo, mas sua perseverança é louvável, por exemplo: Quando a Sra. Kerner começa a assistir televisão, Alexander consegue programas gravados de outros anos e até produzir alguns com seu amigo.
Entretanto, há um drama familiar muito forte e o final é bem triste.

17248
 
O Óleo de Lorenzo

Baseado em uma história real.
Gostei muito do filme, apesar de no início eu não ter entendido nada.
Mostra como muitas vezes a medicina convencional pode se equivocar e dá um exelente exemplo de que o amor de uma família por seu filho pode ir até as últimas conseqüências.
A minha curiosidade para saber o que aconteceu depois foi satisfeita por um trabalho de escola. Michaela morreu de câncer em 2002, Lorenzo morreu no início desse ano (2008) de uma bronquipneumônia e seu pai, Augusto recebeu um diploma honorário de medicina (por desvendar o processo bioquímico da doença ALD) e fundou o “the myelin project” para pesquisas sobre a doença.

17232
 
A revolução dos bichos

À primeira vista parece ser mais uma história infantil, mas não é.
É a adaptação cinematográfica do livro homônimo do polêmico escritor George Orwell (falo um pouco dele na seção “variados” no tópico sobre o big brother).
Ele fez uma sátira sobre a Revolução russa e a implantação do comunismo, onde cada bicho representa um personagem histórico.
Entretanto é válido para todas as áreas da sociedade e épocas da História, sobre a retirada do líder autoritário do poder e a corrupção por ele de quem antes era contra.

 
17202
 
Sou diferente

A história se passa em um condomínio, onde Rebeca é amiga de uma turma de crianças.
Eles têm um clubinho onde cantam, brincam e conversam. Também saem sempre para passear.
Um dia chega uma nova menina na vizinhança e as crianças tentam se aproximar, mas a nova colega parecia ser muito hostil. Rebeca tenta a todo custo entender o que está acontecendo.
Mas isso é só o começo de uma grande aventura.

Gostei muito desse filme, é um musical. Durante os diálogos tem as músicas ilustrando.
Confesso que eu fiz mais bagunça dançando do que a cantora.
Provoca uma reflexão sobre a importância de se respeitar todas as pessoas e também que devemos fazer a diferença em todos os lugares e tudo que fazemos.

 
17197
 
A jornada

No ano de 1890 o professor Russell Carlisle quer publicar o seu livro intitulado “Tempos em mudança”, onde ele defende que o mundo poderia ser evangelizado se pregarmos os ensinamentos bíblicos e omitirmos o nome de Jesus Cristo.
Carlisle precisa da aprovação do seminário para ter mais credibilidade. Todos os colegas aprovam, menos o Dr Norris Anderson, que acredita que essa idéia acabaria por corromper mais a sociedade.
Eles se tornam adversários, mas Anderson tem uma carta na manga: A máquina do tempo construída por seu pai, que o envia 110 anos para o futuro.
Quando Carlisle chega aqui no ano 2000, quase tem um infarto com a mudança tecnológica, relativização dos valores, apostasia da Igreja e empobrecimento cultural.

A ficção científica é extremamente forçada, mas o filme é mais real e atual do que nunca. O grande problema é que você fica em dúvida se chora ou se ri.

 
17194
 
Um amor para recordar

Não gosto muito de romances, mas minha mãe falou de uma cena bastante engraçada e eu fiquei com isso na cabeça. Tenho uma amiga que no ano passado não falava em outra coisa a não ser nesse filme, então fiquei curiosa e resolvi alugar.
No começo é meio chato (tirando a cena engraçada), mas depois engrena e começa a ficar interessante.
Faz a gente refletir no poder de transformação do amor e, pasmem! Eu não achei triste, mas é muito emocionante.

 
images
 Tempos modernos

Assisti esse filme na escola, achei que não ia gostar, mas é excelente e eu ri demais.
Fala sobre a relação dos operários com as máquinas. Um operário que colaborou testando uma geringonça que possibilitava ao operário trabalhar e comer ao mesmo tempo, acaba ficando louco e é internado em um sanatório.
Quando se recupera é preso toda hora porque é confundido com comunistas e ainda começa a namorar uma jovem que foi pega roubando para dar de comer às irmãzinhas.
À partir daí a confusão só aumenta…
 

REDES SOCIAIS

EMAIL:   alefestar@hotmail.com